As armas adquiridas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança Pública, integram o planejamento de atualizar o modelo de arma de porte das polícias Civil e Militar. Ao todo, estas remessas, somadas com a que chegou no final de dezembro, resultam em 18.750 equipamentos novos.

Mais 9,8 mil pistolas modelo 9mm, de marca Beretta, de origem italiana, chegaram ao Paraná em dois lotes. Um nesta segunda-feira (10) e o outro no fim da tarde da última sexta-feira (07).

As armas adquiridas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança Pública, integram o planejamento de atualizar o modelo de arma de porte das polícias Civil e Militar. Ao todo, estas remessas, somadas com a que chegou no final de dezembro, resultam em 18.750 equipamentos novos.

O investimento em cada arma de fogo foi de, aproximadamente, R$ 2,5 mil, conforme a variação do euro. A maior parte do investimento é do Fundo Nacional de Segurança Pública, e cerca de 4 mil unidades (destinadas à Polícia Militar) foram custeadas pelo próprio Estado.

“A Secretaria de Segurança Pública está sempre em busca de melhorar as condições de trabalho dos integrantes das forças policiais, e a compra dessas armas é uma demonstração disso. Agora que recebemos todos os lotes, destes dois contratos, serão feitos os trâmites internos até chegar o momento do uso delas nas ruas por nossos policiais”, destaca o secretário da Segurança pública do Paraná, Romulo Marinho Soares.

As pistolas foram compradas por meio de uma licitação internacional feita pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública para todos os estados brasileiros que tiveram interesse em entrar na compra. O Paraná participou dos trâmites e adquiriu as 18,7 mil pistolas em dois contratos: o primeiro, de 15.750 unidades, para a PM, e o segundo, de 3 mil, para a Polícia Civil.

Para operar o novo armamento, os policiais militares e civis receberão treinamentos nas suas respectivas corporações. “Nosso objetivo final é atender bem o cidadão de bem, merecedor de uma boa segurança pública, para isso precisamos investir, também, em equipamentos para nossos policiais”, completa o secretário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here