O Paraná registra chuvas abaixo da média desde 2018, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Para a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), a situação da estiagem se agravou somente em 2020.

“Há um ano, em julho, agosto, as nossas reservas estavam acima de 80, 90%. Até dezembro, estava em um ano mediano de estiagem. O que aconteceu, o que foi além do previsto, foi a partir de fevereiro, março e abril”, disse Julio Gonchorosky, diretor-presidente da Sanepar.

Para Marcelo Seluchi, do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a pior estiagem registrada no estado é reflexo de ações do passado.

“O grande destaque dessa seca não é tanto a sua intensidade, ou seja, quanto choveu abaixo da média em um determinado período, e sim a sua duração. Ela é intensa e prolongada”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here