Prefeitura irá investigar realização do velório — Foto: RPC Ponta Grossa

Um homem, de 40 anos, que morreu pela Covid-19, foi velado com o caixão aberto durante 11 horas, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, segundo a família. As medidas adotadas no velório não atenderam as normas sanitárias previstas pelos órgãos de saúde para evitar a propagação do novo coronavírus.

Conforme a família, a princípio, o velório ocorreu enquanto se suspeitava da infecção na vítima. Entretanto, após ser velado, foi divulgado o resultado do exame da Covid-19, que foi positivo.

Confusão

A vigilância sanitária municipal informou que está verificando como ocorreu o procedimento adotado e de quem foi o erro na liberação corpo, pois em casos suspeitos o corpo da vítima deve ser encaminhado direto para o enterro e com uma série de cuidados.

Segundo a prefeitura, o manuseio do paciente deveria atender todos os protocolos do novo coronavírus, pois ele estava internado na ala Covid-19 do Hospital Universitário (HU) Regional de Ponta Grossa e o caso era considerado suspeito.

A funerária do Prever afirmou que foi comunicada pelo hospital de que não se tratava de uma vítima da Covid-19. O HU negou essa informação e declarou que o corpo foi preparado com o protocolo de coronavírus e que informou sobre o caso para a equipe da funerária.

A prefeitura disse ainda que está analisando qual foi o procedimento adotado e quem liberou o velório para verificar quais medidas serão tomadas.

Confusão

A vigilância sanitária municipal informou que está verificando como ocorreu o procedimento adotado e de quem foi o erro na liberação corpo, pois em casos suspeitos o corpo da vítima deve ser encaminhado direto para o enterro e com uma série de cuidados.

Segundo a prefeitura, o manuseio do paciente deveria atender todos os protocolos do novo coronavírus, pois ele estava internado na ala Covid-19 do Hospital Universitário (HU) Regional de Ponta Grossa e o caso era considerado suspeito.

A funerária do Prever afirmou que foi comunicada pelo hospital de que não se tratava de uma vítima da Covid-19. O HU negou essa informação e declarou que o corpo foi preparado com o protocolo de coronavírus e que informou sobre o caso para a equipe da funerária.

A prefeitura disse ainda que está analisando qual foi o procedimento adotado e quem liberou o velório para verificar quais medidas serão tomadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here