Participando da live do Mang Mídia, nesta quarta-feira 4,o psicólogo João Marcos Panho falou sobre os fatores que podem levar ao suicídio. Em sua fala, João explicou que Fatores transtornos de humor e mentais, o uso de álcool ou drogas, questões socioeconômicas, exposição a agrotóxicos, que provocam alterações neuroquímicas podendo levar à depressão, bem como a desesperança diante de muitas situações diárias, podem sim influenciar as pessoas a quererem tirar suas vidas. Porém, há ainda que se ficar atento a fatores subjetivos, que muitas vezes passam despercebidos.

“É necessário pensar o indivíduo como um todo. É muito comum as pessoas comentarem: ‘essa pessoa tinha tudo’, ‘essa pessoa era  tão feliz” sem analisar o que de fato se passa” comentou.

O Psicólogo falou ainda, que muitas pessoas acham na rede social uma permissão para demonstrar ser tudo aquilo que desejam, mas na verdade não conseguem ser na vida real. Além disso, nesse ambiente virtual surgem comparações com o que o outro está mostrando, o que leva muitas pessoas a se frustrarem, desenvolvendo transtornos específicos que podem desencadear problemas mais graves.

“Temos a campanha do Setembro Amarelo para desmistificar a procura pela ajuda. Muitas pessoas não querem mostrar que vão ao psicólogo, tem vergonha e só se abrem mesmo depois de algum tempo fazendo as sessões. e não deve ser assim” disse.

Psicólogo João Marcos Panho

Já a assistente social Social Leizane Santos, explicou que o Centro de Assistência Psicossocial (CAPS), de Mangueirinha tem realizado ações durante o Setembro Amarelo, mês destinado a prevenção do suicídio. Este ano em especial, a equipe criou um vídeo, inspirado na história de Alinne Araújo, jovem que se suicidou depois de ter sido deixada pelo noivo e ter se casado sozinha. O vídeo está sendo divulgado com o objetivo de alertar as pessoas quanto à necessidade de evitarem comentários maldosos, não fazerem julgamentos e sim, de oferecer apoio, ouvir e acolher o outro.

“Quando uma pessoa pensa em tirar a vida ela não pensa em propriamente morrer, ela pensa em acabar com o sofrimento pelo qual está passando, por isso é importante as pessoas entenderem que a depressão, uma das doenças que está diretamente ligada ao suicídio, é sim um grave problema” disse Leizane.

No dia 12 de setembro das 9h às11h, será realizado, em frente ao CAPS em Mangueirinha, o “Dia D” do Setembro Amarelo. Acadêmicos da Fadep e Uninter além dos profissionais do CAPS, estarão falando de saúde mental enquanto serão promovidas atividades de lazer para a comunidade em geral.

“Atividades como essa estimulam uma boa saúde mental e isso é proporcionado em família, por isso estamos convidando para que todos venham conversar, receber informações e ter momentos de entretenimento” convidou.

Por último, Leziane relembrou que a equipe multidisciplinar do CAPS está à disposição de toda a população “Ninguém deve se sentir sozinho, estamos ali para apoiar” concluiu.

Assistente Social Leizane Santos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here